Header Ads

Histórico

Como várias equipes da Fórmula 1 atual, a Laika Brasil Motorsports também teve início a partir de outras equipes, todas elas capitaneadas por Flávio Ribeiro, em simuladores e ligas diferentes.

Tudo começou em 2011 quando foi criada a ZEBRA RIO TEAM para disputar o campeonato da liga BRAZUCAS GP4 que utilizava o simulador GP4 (Grand Prix 4).

Logo criada por Flávio Ribeiro
Foi com a equipe Zebra Rio Team que Flavio Ribeiro, chefe da equipe, retornava ao AV após muitos anos afastado. E logo de cara, chegando na parte final do campeonato trouxe a primeira vitória a bordo de um F1 com as cores da Sauber (Felipe Massa) no circuito de Abu Dahbi. 

( A INSERIR IMAGEM )

Já em 2012 a equipe Zebra Rio Team teve um grande salto de qualidade, ainda dentro da mesma liga em nova temporada da F1, o time criou sua própria pintura e contratou mais um piloto, o mineiro Welber Rocha.

No entanto, o carro da pintura acima só correu na pré-temporada daquele campeonato, pois Flavio Ribeiro não estava contente com as cores da equipe, e como forma de homenagear o novo parceiro mineiro, as cores mudaram de vermelho e branco para preto e branco, e foi com essas cores que o time foi para aquele campeonato alcançando um honrosa terceira colocação. O campeonato daquele ano foi dividido em duas temporadas, mesmo seguindo o calendário anual da F1. E foi na T2/2012 que o próprio chefe da equipe mostrou que a Zebra não estava ali de brincadeira e após uma forte tormenta na prova final em Interlagos (SP), Flavio Ribeiro sagrou-se campeão.









Ao final de 2012 o simulador GP4, usado por mais de uma década por várias ligas do país, apresentava sinais de desgaste. Vários pilotos foram abandonando os campeonatos que o utilizavam e partiram para outras ligas, e foi o que aconteceu com a Zebra Rio Tem, que mudou de casa e de simulador. Passando a correr na Liga CBR com o simulador F1 Challenge.


A mudança foi extremamente positiva, e logo no primeiro campeonato ainda em 2012, Flavio Ribeiro conquistou o título de pilotos e junto com seu parceiro Welber Rocha, conquistaram o título por equipes. Confira um pequeno vídeo dessa conquista!

 
 
Logo nos primeiros dias de janeiro, a Liga CBR anunciou a segunda temporada do F1 Challenge e mais uma vez lá estavam Flavio Ribeiro e Welber Rocha para defender as cores da Zebra Rio Team. A temporada apresentava uma novidade nas regras: o pior resultado obtido pelo piloto seria descartado e isso foi fundamental para que Flávio Ribeiro não fosse bicampeão do campeonato. Isso porque seu maior rival, piloto da Macaé Racing não tinha participado da primeira prova e somando-se todos os resultados Flávio levaria o título, mas com o descarte Flávio Ribeiro ficou com o vice-campeonato por apenas um ponto de diferença, Welber ficaria na quarta colocação e mais uma vez a equipe Zebra Rio Team conquistava o título por equipes.

Contudo, seguindo o mesmo princípio do GP4, o F1 Challenge também parecia não mais empolgar os pilotos de AV no geral, que estavam em busca de simuladores mais realistas, com melhores gráficos, etc. E já não seria possível a equipe continuar investindo num simulador em decadência no cenário do automobilismo virtual.

Foi então Flávio Ribeiro, chefe da equipe, entendeu que era hora de mudar radicalmente e mergulhar a fundo no RFactor e no NR2003 (esse último simulador também bastante antigo mas com um publico fiel e com campeonatos importantes acontecendo em várias ligas). Houve então a necessidade de modernizar a equipe, adotar uma postura mais agressiva, participar de outras ligas e ampliar seu quadro de pilotos, e foi assim que o nome Zebra Rio Team foi arquivado, até por ter pilotos de várias partes do país, e passou a se chamar Red Hawks Racing.

Logo criada pelo parceiro Anderson Berti (equipe Speed Team)
 

(em construção)
LAIKA BRASIL MOTORSPORTS. Tecnologia do Blogger.